sessão 916


  • 11/11/2019
  • Tribuna: Parlamentar
  • Tipo: Ordinária

Descrição

 SESSÃO ORDINÁRIA  916/2019


Pauta


ESTADO RIO GRANDE DO SUL

CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES

Boa Vista do Cadeado – RS

PAUTA DA SESSÃO ORDINÁRIA Nº. 916/2019 DO DIA 11 DE NOVEMBRO DE 2019.

(  ) Declaro aberta esta Sessão Ordinária nº. 916/2019, do dia 11 de novembro de  2019. Cumprimento os Srs. Vereadores, assessores e membros da comunidade presentes.

(  ) Convido a Vereadora Cleusa de Moura  para fazer a leitura de um texto Bíblico.

(  ) Coloco em discussão a Ata nº. 915/2019, da Sessão Ordinária realizada no dia 04 de novembro de 2019.

(  ) Ninguém se manifestando coloco a Ata em votação. Quem estiver a favor permaneça como está, quem estiver contra se levante.

(  ) Aprovada a Ata nº.915/2019.

PROPOSIÇÕES:

(  ) Solicito a leitura do Pedido de Providências protocolado pelo Vereador João Alberto Rodrigues Machado da Bancada do PDT.

(  ) Comunico que o  referido Pedido será encaminhado ao Setor competente da Administração Municipal

 ASSUNTOS PESSOAIS

(  ) Inscrita para ocupar este espaço a Vereadora Jéssica Ferrari da Bancada do PDT

(  ) vereador João Alberto Rodrigues Machado da Bancada do PDT

ENCERRAMENTO:

(  ) Nada mais havendo para ser tratado na Ordem do Dia, agradeço a presença dos Srs. Vereadores, assessores e pessoas da comunidade que estiveram presentes. Convoco os Srs Vereadores para a próxima Sessão Ordinária que será realizada no dia 18 de novembro de 2019, às 18:00 horas neste mesmo local. A Sessão está encerrada.



Ata

ESTADO RIO GRANDE DO SUL

CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES

Boa Vista do Cadeado –

 

ATA nº. 916 de 11/11/2019

 Aos onze dias do mês de novembro do ano de dois mil e dezenove (11/11/2019) às dezoito horas (18h00min), na Sala de Sessões da Câmara Municipal de Vereadores do Município de Boa Vista do Cadeado, RS, na Avenida Cinco Irmãos, nº. 1080, nesta cidade de Boa Vista do Cadeado, Estado do Rio Grande do Sul, realizou-se uma Sessão Ordinária na Câmara de Vereadores que contou com a presença dos seguintes Vereadores: Paulo Roberto Nogara pela Bancada do MDB; Madalena Cereser,  Ataídes da Cruz Lima e Gilberto de Freitas pela Bancada do P; Jorge Schwerz, Jéssica Ferrari, Filipe da Silva Barasuol, João Alberto Rodrigues Machado e Cleusa de Moura pela Bancada do PDT. A Sessão foi aberta e presidida pelo Vereador Presidente Filipe da Silva Barasuol o qual na abertura dos trabalhos saudou a todos os presentes e convidou a Vereadora Cleusa de Moura para que fizesse a leitura de um texto da Bíblia. Concluído o momento de meditação, o Presidente colocou em discussão a Ata nº. 915/2019, da Sessão Ordinária realizada no dia quatro do mês de novembro do ano de dois mil e dezenove (04/11/2019), não havendo manifestação a Ata foi colocada em votação e aprovada por unanimidade. PROPOSIÇÕES: Pedido de Providências: protocolado pelo Vereador João Alberto Rodrigues Machado da Bancada do PDTque – solicita que a Administração Municipal através da Secretaria de Obras faça o encascalhamento de alguns trechos da estrada do URUPU. EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS: o Pedido se faz necessário em virtude que em dias de chuva o transporte escolar não está tendo acesso ao ponto de embarque dos alunos. O Presidente determinou o encaminhamento do Pedido ao Setor competente da Administração Municipal. ASSUNTOS PESSOAIS: inscritos para ocupar este espaço a Vereadora Jéssica Ferrari da Bancada do PDT e o Vereador João Alberto Rodrigues Machado da Bancada do PDT. Por ordem de inscrição manifestou-se primeiramente a Vereadora Jéssica Ferrari da Bancada do PDT: “Primeiramente Boa Noite Sr. Presidente, Boa Noite aos demais colegas, Boa Noite aos demais que se fazem aqui presentes, Meu Boa Noite em especial ao meu amigo Dirceu Agertt grande referência do nosso município aí, que bom ter vocês aqui. Hoje eu gostaria de parabenizar uma figura do nosso município,  professora de Educação Física e também Presidente do CMD do nosso município a Camila Brezolin pelo trabalho que ela vem fazendo com as  crianças do nosso município. Onde, acho que mais ou menos um mês atrás ela teve a excelente idéia de abrir uma escolinha de futsal  feminino e masculino, onde atende todas as idades.  E eu fico muito feliz com a idéia dela, eu acho que ela com essa idéia ta contribuindo muito pro, eu digo pro futuro dessas crianças, por que elas não vão lá só três vezes por semana pra simplesmente  jogar bola. Elas vão lá, elas tão aprendendo a conviver um com o outro, com as diferenças, aprendendo que um precisa do outro assim como é na vida depois de adulto aprendendo muito. Então assim o trabalho dela ta sendo muito legal, convido os colegas vereadores  para que uma vez se façam lá presentes pra olhar. Por que eu acho que é isso o trabalho que ela está  fazendo de se preocupar com as crianças eu acho que serve de referência a nós vereadores que é isso que a gente tem que se preocupar com o futuro que a gente quer para as crianças do nosso município. Eu sou apaixonada por criança, eu vou  defender as crianças aqui e fora daqui. Por que  eu acho que elas são nossa esperança de dias melhores. Então é isso, eu acho que falta muito aqui no município, na minha opinião falta muito incentivo. Pra gente ir atrás do futuro que a gente quer para as crianças desse município. Que as crianças vão na escola amanhã, depois  vão se formar vão sair do ensino médio. Elas tem  que ter um lugar pra trabalhar, elas tem que ter um incentivo, ta faltando isso, a gente ir atrás, a gente se unir, ir atrás de alguma coisa. Não é fácil, com certeza não é fácil, mas eu acho que dá pra gente tentar, juntos muita coisa dá pra fazer. Ir atrás desse futuro por que elas precisam de nós e a gente como gestor a gente é grande responsável pelo futuro delas, grande mesmo. A gente se faz a pergunta assim, quando a gente sai daqui a gente se faz a pergunta assim: que futuro a gente quer para as crianças do município? Que futuro a gente quer dar para eles?. Por que a gente ta aqui, amanhã são eles que vão ta aqui e que exemplo a gente ta dando? Eu acho que é isso que a gente precisa, tem muita coisa nova, tem muita coisa que dá pra implantar nesse nosso município é só a gente ir atrás, procurar. Voltando agora a questão do esporte, eu acho o esporte do nosso município tá fraco. Fraco pelo significado que a gente quando começou o esporte tinha campeonato, tinha bastante time. Eram os campeonatos, eram tinha de sete. E hoje a gente ta só com o de salão, pouquinhos times, por que?  Por que ta faltando um incentivo a mais. Eu acho que a gente tem que procurar isso. O esporte é muito importante, a maioria aqui do nosso município participa de uma atividade. Então é isso que eu deixaria para os meus colegas questão do esporte, a questão das crianças. Eu acho que a gente tem que ir atrás de melhorias para nossas crianças, tem muita coisa a melhorar. Eu acho que a gente tem que levantar da cadeira e ir atrás, atrás do que a gente quer. Era isso Sr. Presidente. Muito Obrigada.” Manifestou-se o Vereador João Alberto Rodrigues Machado  da Bancada do PDT: “ Quero cumprimentar o Presidente, demais colegas vereadores , Seu Dirceu que ta aí, Fábio, demais pessoas que se fazem presentes, assessores. Sobre o meu pedido de providência, falei com o Secretário de Obras hoje, ele ficou de solucionar o problema, mas resolvi fazer o pedido aqui na câmara pra fica uma coisa mais, mais assim, mais documentada né. Mais o meu assunto aqui é, semana passada a Diretoria da ASCAMAJA foi a Porto Alegre e lá a gente entregou uma Moção de repudio sobre as regras que o governador ta querendo implantar, tirando né alguns direitos dos funcionários principalmente dos professores. A gente até fez, entrou junto lá, os professores tavam na frente da Assembléia a gente fez um ato lá que eles tavam fazendo, participando. Deixemo essa Moção em diversos gabinetes dos Deputados né, Deputados de oposição né, por que os da situação não iam querer levar pro, ser contrário ao governador. Mais também o que me chamou mais a atenção  foi que a gente foi convidado né, pelo Presidente da FASE  nada é mais que a Fundação de Atendimento Social Educativo antiga FEBEM. Vou contar pra vocês que foi uma experiência muito pra mim assim, que eu jamais pensei que ia passar. Por que o Presidente achei que nóis ia lá falar com o Presidente tal. E ele nos convidou pra gente entrar lá nos alojamentos no caso onde ficam os jovens de treze anos até dezoito, dezenove anos, confesso pra vocês que nunca entrei  num presídio né, mas calculo que é quase igual. Então eu levei um choque assim quando eu entrei, jamais pensei passar por isso.  Mas vou dizer que foi uma experiência assim até gostei. Na hora levei um choque, por que é como uma cadeia celas com cadeado, portas fechadas. Eu digo crianças por que de treze anos pra mim é uma criança. Todos ali doze, treze, vários colchões  no chão junto com os outros ali. Mas tão lá por que fizeram alguma coisa errada. Então o oposto do que a Jéssica falou aqui né, sobre as crianças né, então acho muito importante também né o esporte, por que isso ai eles estão lá por que foi um negócio que se tivesse as vezes participado de outras coisas, de esporte que tira as crianças das ruas de repente  eles não tavam lá né. Então tem em torno de quinhentos. Tem a ala feminina e também tem, nois fomos na ala do masculino. Onde nós tivemos tem  uma turma de cem, cento e dez. Daí tinha um pequenininho ali.Dai a gente diz: bah! Esse piquinininho aí, ta ai né, diz é novinho. Daí o Presidente lá falou  não, ele tem treze anos diz e é o mais fera deles tava liderando um motim aqui  pra tentar sair. Então vou contar pra vocês que foi assim na hora que entrei lá foi bem complicado a gente  leva um choque né, mas como eu disse gostei da experiência e eu não tenho filhos mas quem tem filhos acho tem que se preocupar com isso né, não deixar que aconteça alguma coisa depois. Por que tá certo, eles vão lá tão tentando se reabilitar mas a gente sabe que é difícil, vão sair de lá de repente vão fazer outro ato e enquanto eles são jovens vão estar lá e depois provavelmente vão ir pra outro lugar por que é difícil.Alguns saem reabilitados , tem uns que trabalham de dia e voltam de noite pra posar e fazer as refeições. Mas eu acredito que como eu digo não entrei em um presídio mas acredito que seja quase igual. Era isso .Muito Obrigado.” Nada mais havendo para ser tratado na ordem do dia, o presidente agradeceu a presença de todos, e convocou os membros do Poder Legislativo para a próxima Sessão Ordinária que será realizada no dia dezoito de novembro do ano de dois mil e dezenove (18/11/2019), às 18h: 00min neste mesmo local e encerrou a sessão. Para constar foi lavrada a ATA de Nº. 916/2019, a qual depois de lida, discutida e aprovada será assinada pelo Presidente, Vereador Filipe da Silva Barasuol e pela 2º. Secretária em exercício, Vereadora Cleusa Fagundes de Moura.



Pronunciamento

VEREADORA JÉSSICA FERRARI - PDT

“Primeiramente Boa Noite Sr. Presidente, Boa Noite aos demais colegas, Boa Noite aos demais que se fazem aqui presentes, Meu Boa Noite em especial ao meu amigo Dirceu Agertt grande referência do nosso município aí, que bom ter vocês aqui. Hoje eu gostaria de parabenizar uma figura do nosso município,  professora de Educação Física e também Presidente do CMD do nosso município a Camila Brezolin pelo trabalho que ela vem fazendo com as  crianças do nosso município. Onde, acho que mais ou menos um mês atrás ela teve a excelente idéia de abrir uma escolinha de futsal  feminino e masculino, onde atende todas as idades.  E eu fico muito feliz com a idéia dela, eu acho que ela com essa idéia ta contribuindo muito pro, eu digo pro futuro dessas crianças, por que elas não vão lá só três vezes por semana pra simplesmente  jogar bola. Elas vão lá, elas tão aprendendo a conviver um com o outro, com as diferenças, aprendendo que um precisa do outro assim como é na vida depois de adulto aprendendo muito. Então assim o trabalho dela ta sendo muito legal, convido os colegas vereadores  para que uma vez se façam lá presentes pra olhar. Por que eu acho que é isso o trabalho que ela está  fazendo de se preocupar com as crianças eu acho que serve de referência a nós vereadores que é isso que a gente tem que se preocupar com o futuro que a gente quer para as crianças do nosso município. Eu sou apaixonada por criança, eu vou  defender as crianças aqui e fora daqui. Por que  eu acho que elas são nossa esperança de dias melhores. Então é isso, eu acho que falta muito aqui no município, na minha opinião falta muito incentivo. Pra gente ir atrás do futuro que a gente quer para as crianças desse município. Que as crianças vão na escola amanhã, depois  vão se formar vão sair do ensino médio. Elas tem  que ter um lugar pra trabalhar, elas tem que ter um incentivo, ta faltando isso, a gente ir atrás, a gente se unir, ir atrás de alguma coisa. Não é fácil, com certeza não é fácil, mas eu acho que dá pra gente tentar, juntos muita coisa dá pra fazer. Ir atrás desse futuro por que elas precisam de nós e a gente como gestor a gente é grande responsável pelo futuro delas, grande mesmo. A gente se faz a pergunta assim, quando a gente sai daqui a gente se faz a pergunta assim: que futuro a gente quer para as crianças do município? Que futuro a gente quer dar para eles?. Por que a gente ta aqui, amanhã são eles que vão ta aqui e que exemplo a gente ta dando? Eu acho que é isso que a gente precisa, tem muita coisa nova, tem muita coisa que dá pra implantar nesse nosso município é só a gente ir atrás, procurar. Voltando agora a questão do esporte, eu acho o esporte do nosso município tá fraco. Fraco pelo significado que a gente quando começou o esporte tinha campeonato, tinha bastante time. Eram os campeonatos, eram tinha de sete. E hoje a gente ta só com o de salão, pouquinhos times, por que?  Por que ta faltando um incentivo a mais. Eu acho que a gente tem que procurar isso. O esporte é muito importante, a maioria aqui do nosso município participa de uma atividade. Então é isso que eu deixaria para os meus colegas questão do esporte, a questão das crianças. Eu acho que a gente tem que ir atrás de melhorias para nossas crianças, tem muita coisa a melhorar. Eu acho que a gente tem que levantar da cadeira e ir atrás, atrás do que a gente quer. Era isso Sr. Presidente. Muito Obrigada.


VEREADOR JOÃO ALBERTO RODRIGUES MACHADO - PDT


“ Quero cumprimentar o Presidente, demais colegas vereadores , Seu Dirceu que ta aí, Fábio, demais pessoas que se fazem presentes, assessores. Sobre o meu pedido de providência, falei com o Secretário de Obras hoje, ele ficou de solucionar o problema, mas resolvi fazer o pedido aqui na câmara pra fica uma coisa mais, mais assim, mais documentada né. Mais o meu assunto aqui é, semana passada a Diretoria da ASCAMAJA foi a Porto Alegre e lá a gente entregou uma Moção de repudio sobre as regras que o governador ta querendo implantar, tirando né alguns direitos dos funcionários principalmente dos professores. A gente até fez, entrou junto lá, os professores tavam na frente da Assembléia a gente fez um ato lá que eles tavam fazendo, participando. Deixemo essa Moção em diversos gabinetes dos Deputados né, Deputados de oposição né, por que os da situação não iam querer levar pro, ser contrário ao governador. Mais também o que me chamou mais a atenção  foi que a gente foi convidado né, pelo Presidente da FASE  nada é mais que a Fundação de Atendimento Social Educativo antiga FEBEM. Vou contar pra vocês que foi uma experiência muito pra mim assim, que eu jamais pensei que ia passar. Por que o Presidente achei que nóis ia lá falar com o Presidente tal. E ele nos convidou pra gente entrar lá nos alojamentos no caso onde ficam os jovens de treze anos até dezoito, dezenove anos, confesso pra vocês que nunca entrei  num presídio né, mas calculo que é quase igual. Então eu levei um choque assim quando eu entrei, jamais pensei passar por isso.  Mas vou dizer que foi uma experiência assim até gostei. Na hora levei um choque, por que é como uma cadeia celas com cadeado, portas fechadas. Eu digo crianças por que de treze anos pra mim é uma criança. Todos ali doze, treze, vários colchões  no chão junto com os outros ali. Mas tão lá por que fizeram alguma coisa errada. Então o oposto do que a Jéssica falou aqui né, sobre as crianças né, então acho muito importante também né o esporte, por que isso ai eles estão lá por que foi um negócio que se tivesse as vezes participado de outras coisas, de esporte que tira as crianças das ruas de repente  eles não tavam lá né. Então tem em torno de quinhentos. Tem a ala feminina e também tem, nois fomos na ala do masculino. Onde nós tivemos tem  uma turma de cem, cento e dez. Daí tinha um pequenininho ali.Dai a gente diz: bah! Esse piquinininho aí, ta ai né, diz é novinho. Daí o Presidente lá falou  não, ele tem treze anos diz e é o mais fera deles tava liderando um motim aqui  pra tentar sair. Então vou contar pra vocês que foi assim na hora que entrei lá foi bem complicado a gente  leva um choque né, mas como eu disse gostei da experiência e eu não tenho filhos mas quem tem filhos acho tem que se preocupar com isso né, não deixar que aconteça alguma coisa depois. Por que tá certo, eles vão lá tão tentando se reabilitar mas a gente sabe que é difícil, vão sair de lá de repente vão fazer outro ato e enquanto eles são jovens vão estar lá e depois provavelmente vão ir pra outro lugar por que é difícil.Alguns saem reabilitados , tem uns que trabalham de dia e voltam de noite pra posar e fazer as refeições. Mas eu acredito que como eu digo não entrei em um presídio mas acredito que seja quase igual. Era isso .Muito Obrigado.” 


Conteúdo indisponível no momento.

Fale conosco

Mande suas críticas e sugestões para o portal

Contato

Imprensa

Se você é imprensa cadastre-se e receba as notícias fresquinhas

Cadastre-se

Curta

Avenida Cinco Irmãos, 1080, Centro, Boa Vista do Cadeado, RS - CEP 98118-000 - (55) 3643 1076

Horário de atendimento: 8h às 12h | 13h às 17h

Visualizar mapa